Maarten Breg About Dacom

A diferença entre ter a certeza e fazer suposições

A última primavera foi excecionalmente seca. Mas quão exatamente seca foi e qual a melhor forma de um agricultor irrigar a sua cultura? Quando tem o equipamento certo, pode medir exatamente quão seco é o solo e calcular a quantidade ideal de rega, uma vez que as estatísticas fornecem certeza.

Os agricultores não precisam de ser meteorologistas para identificar secas extremas ou excesso de precipitação. Uma boa dose de bom senso será um grande contributo, mas estas são ainda suposições. Pode ser útil analisar a humidade exata do solo, pois isso permite irrigar com muito mais precisão.

O produtor de tulipas Maarten Breg da Boon & Breg de Andijk experimentou-o em primeira mão. Ao longo dos últimos cinco anos, utilizou equipamentos de medição para medir a humidade do solo.

“A grande vantagem é que isso oferece-nos uma maior compreensão do que está a acontecer no solo. Pode colocar uma pá ou uma vara no solo, mas isso não oferece precisão.“

— MAARTEN BREG

A Boon & Breg decidiu adquirir equipamento da Dacom da Emmen. Esta empresa ganhou muita experiência em medições da humidade do solo na agricultura. A Boon & Breg possui seis estações de medição no total. Utilizam uma para cada campo. Cada estação consiste em duas partes: um poste com um transmissor e um poste com sensores. O poste com sensores é inserido cerca de 60 centímetros no solo. A cada 10 centímetros, existem sensores que registam a humidade do solo. Este poste está conectado ao transmissor no outro poste com um cabo. O transmissor também possui um pluviómetro. O transmissor está conectado ao computador no escritório.

Um agricultor pode ver num gráfico no PC qual o nível de precipitação num período de tempo específico. Também pode ver a profundidade alcançada pela humidade dentro desse período de tempo. A partir do gráfico, pode saber-se que camada absorveu a maior parte da humidade. Essa é a camada com o solo mais densamente enraizado. Se as raízes não podem absorver mais água, torna-se claro a partir do gráfico que os sensores mais profundos detetaram mais humidade.

Maarten Breg and Altjo Medema discus the TerraSen
Maarten Breg e Altjo Medema discutem o TerraSen

Rega

De acordo com Breg, a maior compreensão da humidade do solo mudou a forma como trabalhamos. “Muda a forma como usamos os aspersores. No passado, sentia-se o solo. Agora, aplicam-se 20 milímetros de aspersão ou 10, caso o solo não possa receber mais. Isto pode ser facilmente avaliado com o equipamento. Acontece, por exemplo, que é melhor irrigar 10 milímetros duas vezes do que 20 milímetros de uma só vez. Se a cultura não absorver a humidade, estará a irrigar em vão. Apenas estará a retirar os minerais. Deve irrigar de forma a que nenhuma água seja desperdiçada à medida que atinge níveis mais baixos.“

Além de ler a quantidade de humidade, Breg também pode ler os dados sobre a quantidade de humidade que a cultura pode evaporar. O programa da Dacom adiciona esses dados e é capaz de elaborar uma previsão. E é exatamente isso que Breg considera valioso.

“Porque não importa realmente qual é a humidade do solo. O que importa é o que a cultura é capaz de fazer com isso.“

— MAARTEN BREG

O sistema pode ser lido em qualquer lugar do mundo. Dado que a Boon & Breg está a crescer em Flevopolder, nos Países Baixos, e no Chile, esta é uma grande vantagem. “Estamos longe, portanto, é difícil estarmos a par da evolução da cultura. Agora conseguimos ver o que acontece.“

Como os dados são guardados centralmente, a Dacom consegue visualizar os dados juntamente com os seus clientes. Conforme explica Altjo Medema da Dacom, esta é uma vantagem importante. “Principalmente no início, o agricultor pode ter dúvidas em relação à interpretação de gráficos. Penso que isso é completamente normal. Prefiro que perguntem cem vezes como funciona; é melhor do que quando desistem passado um ano por não saberem como funciona“

“Nós podemos iniciar sessão em Andijk e ver qual foi o nível de precipitação em Flevopolder. Isto é útil se pretendermos lá ir. Quando este sistema informa que choveu bastante, sabemos que não podemos trabalhar nos campos e mais vale ficar em casa.“

— MAARTEN BREG

A Boon & Breg usa uma estação para cada campo de cinco a dez hectares. Em princípio, isso será suficiente mas Breg considera que existe margem para melhorar ainda mais. “A desvantagem é que existem muitos produtos diferentes no cultivo de bolbos. Esses bolbos são todos diferentes em termos de absorção de água e criação de raízes. Preferia ter cinco pontos de medição por campo.“ Medema não descarta o facto de, no futuro, ser possível ter vários sensores a funcionar no mesmo transmissor, conforme proposto por Breg. A tecnologia para o fazer já existe. Um conjunto com um sensor e um transmissor custa 2200 euros. Medema reconhece que é um investimento avultado. “Mas quando comecei, há oito anos, uma estação custava 3500 euros. O preço desceu para quase metade porque os componentes ficaram mais baratos. Isto significa que mais empresas têm capacidade financeira para adquirir o material.“

The TerraSen in the field.
O TerraSen em ação.

Medema espera que o número de aplicações aumente no futuro. Por exemplo, a empresa está a trabalhas numa aplicação simplificada do programa de computador para que também possa ser usada em tablets ou smartphones. Agora as estações também podem ser enviadas na forma de pacotes completos, o que significa que não existirão custos com a instalação.

Breg considera difícil estimar quando se começa a obter retorno sobre o investimento. “É extremamente difícil calcular isto. O que é importante é começar a rega atempadamente. Este dispositivo irá ajudar os agricultores a fazê-lo. No fim da estação terão recuperado os custos. Se começarem a rega sempre uns dias mais tarde, terão menos colheita no final.“

DESCARREGAR CASO

Descarregar o caso como .pdf.

QUESTÕES?

Contacte o Richard caso tenha questões sobre este produto. Ele terá todo o gosto em falar consigo.

Richard Nijenstein

088-3226600 service@dacom.nl